Receitas

kit Receita Cerveja Tripel 50L

kit Receita Cerveja Tripel 50L

Seja o primeiro a avaliar este produto

Preço do Kit: R$ 0,00

Disponível: Em estoque

Receita Tripel 50L - Insumos para produção de 50 Litros de cerveja




Frete

Adicione o produto ao carrinho para calcular o frete total.

Detalhes

Kit para produção de 50L de cerveja do estilo Belgian Tripel (Cerveja Belga).

 

Acompanha:

 

- Maltes

- Lúpulos

- Levedura

- Informações da receita com passo a passo impresso 

 

Caracteristicas BJCP:

 

18C. Belgian Tripel

 

Aroma: Complexo com notas condimentadas, ésteres frutados moderados com baixo aroma de álcool e lúpulo. Generosamente condimentado, picante, algumas vezes com fenóis similares a cravo. Os ésteres frequentemente lembram frutas cítricas como laranjas, mas podem, algumas vezes, ter um suave caráter de banana. Um baixo, mas ainda distinto, aroma de lúpulo com notas condimentadas, florais e perfumadas é frequentemente encontrado. Os alcoóis são suaves, condimentados e baixos em intensidade. Nenhum aroma de solvente ou álcool quente. O caráter maltoso é leve. Nenhum diacetil. Aparência: Coloração que varia do amarelo profundo ao dourado profundo. Boa limpidez. Efervescente. Colarinho branco, com longa persistência, cremoso e espesso, resultando no característico “rendado belga” no copo conforme vai desaparecendo.


Sabor: Casamento entre sabores condimentados, frutados e alcoólicos suportado por uma suave característica maltosa. Fenóis com características apimentadas são baixos a moderados. Ésteres que lembram frutas cítricas, como laranja ou algumas vezes limão. Caráter condimentado de lúpulo, baixo a moderado, é normalmente
encontrado. Alcoóis são suaves, condimentados, frequentemente ligeiramente adocicados e baixos em intensidade. O amargor varia tipicamente de médio a alto, proveniente da combinação do amargor do lúpulo com os fenóis produzidos pelas leveduras. A carbonatação substancial e o amargor tendem a proporcionar um final seco com um retrogosto moderadamente amargo. Nenhum diacetil. Sensação na boca: Corpo de médio-baixo a médio, entretanto mais leve do que a densidade substancial pode sugerir (graças ao açúcar e a alta carbonatação). Os teores de alcoóis superiores adicionam uma cremosidade agradável, mas pouco ou nenhuma sensação óbvia de calor. Nenhuma sensação de solvente ou álcool quente. Sempre efervescente. Nunca adstringente. Impressão Geral: Assemelha-se fortemente a uma Strong Golden Ale, mas levemente mais escura e um tanto mais encorpada. Normalmente possui o sabor do malte mais arredondado, mas não deve ser doce.


História: Originalmente popularizada pelo monastério Trapista de Westmalle.


Comentários: Alcoólica, mas não possui sabor forte de álcool. Os melhores exemplos são mais disfarçados, não óbvios. A alta carbonatação e a atenuação ajudam a trazer a tona os muitos sabores e aumentam a percepção de um final seco. A maioria das versões Trapistas têm ao menos 30 IBUs e são muito secas. Tradicionalmente refermentadas na garrafa.


Ingredientes: A coloração clara e o relativo baixo corpo para uma cerveja desta potência são o resultado do uso de malte Pilsen e mais de 20% de açúcar branco. Lúpulos nobres ou Styrian Goldings são normalmente utilizados. Linhagens de leveduras belgas são usadas – aquelas que proporcionam ésteres frutados, fenóis condimentados e alcoóis superiores – frequentemente auxiliadas por temperaturas mais altas de fermentação. A adição de especiarias não é tradicional, e se utilizada, não deve ser percebida como tal. Água razoavelmente mole.


Estatísticas: OG: 1,075 – 1,085
IBUs: 20 – 40 FG: 1,008 – 1,014
SRM: 4,5 – 7 ABV: 7,5 – 9,5%


Exemplos Comerciais: Westmalle Tripel, La Rulles Tripel, St. Bernardus Tripel, Chimay Cinq Cents (White), Watou Tripel, Val-Dieu Triple, Affligem Tripel, Grimbergen Tripel, La Trappe Tripel, Witkap Pater Tripel, Corsendonk Abbey Pale Ale, St. Feuillien Tripel, Bink Tripel, Tripel Karmeliet, New Belgium Trippel, Unibroue La Fin du Monde, Dragonmead Final Absolution, Allagash Tripel Reserve, Victory Golden Monkey

 

Maltes Utilizados:

 

Pilsen 13,8 KG 82.1%
Trigo 1,2 KG 7.5%
Arome 0,5 KG 3.0%
Aveia 0,4 KG 2.2%
Açúcar 0,9 KG 5.2%

 

Lúpulos utilizados: 

 

- Saaz 125g

- Styrian Goldins 75g

 

Fermento:

 

-4 Uni -  Fermento Ferments S-33

 

Observação:

Enviamos a receita com todos os maltes na mesma embalagem.

Caso queira os maltes moídos não se esqueça de marcar a opção: "Moer todos os maltes juntos na mesma receita".

O açúcar não vem acompanhando a receita. Deve ser comprado separadamente.

Tags do Produto

  • No tags connected to product

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Queremos saber sua opinião

Produto: kit Receita Cerveja Tripel 50L

Descrição

Detalhes

Kit para produção de 50L de cerveja do estilo Belgian Tripel (Cerveja Belga).

 

Acompanha:

 

- Maltes

- Lúpulos

- Levedura

- Informações da receita com passo a passo impresso 

 

Caracteristicas BJCP:

 

18C. Belgian Tripel

 

Aroma: Complexo com notas condimentadas, ésteres frutados moderados com baixo aroma de álcool e lúpulo. Generosamente condimentado, picante, algumas vezes com fenóis similares a cravo. Os ésteres frequentemente lembram frutas cítricas como laranjas, mas podem, algumas vezes, ter um suave caráter de banana. Um baixo, mas ainda distinto, aroma de lúpulo com notas condimentadas, florais e perfumadas é frequentemente encontrado. Os alcoóis são suaves, condimentados e baixos em intensidade. Nenhum aroma de solvente ou álcool quente. O caráter maltoso é leve. Nenhum diacetil. Aparência: Coloração que varia do amarelo profundo ao dourado profundo. Boa limpidez. Efervescente. Colarinho branco, com longa persistência, cremoso e espesso, resultando no característico “rendado belga” no copo conforme vai desaparecendo.


Sabor: Casamento entre sabores condimentados, frutados e alcoólicos suportado por uma suave característica maltosa. Fenóis com características apimentadas são baixos a moderados. Ésteres que lembram frutas cítricas, como laranja ou algumas vezes limão. Caráter condimentado de lúpulo, baixo a moderado, é normalmente
encontrado. Alcoóis são suaves, condimentados, frequentemente ligeiramente adocicados e baixos em intensidade. O amargor varia tipicamente de médio a alto, proveniente da combinação do amargor do lúpulo com os fenóis produzidos pelas leveduras. A carbonatação substancial e o amargor tendem a proporcionar um final seco com um retrogosto moderadamente amargo. Nenhum diacetil. Sensação na boca: Corpo de médio-baixo a médio, entretanto mais leve do que a densidade substancial pode sugerir (graças ao açúcar e a alta carbonatação). Os teores de alcoóis superiores adicionam uma cremosidade agradável, mas pouco ou nenhuma sensação óbvia de calor. Nenhuma sensação de solvente ou álcool quente. Sempre efervescente. Nunca adstringente. Impressão Geral: Assemelha-se fortemente a uma Strong Golden Ale, mas levemente mais escura e um tanto mais encorpada. Normalmente possui o sabor do malte mais arredondado, mas não deve ser doce.


História: Originalmente popularizada pelo monastério Trapista de Westmalle.


Comentários: Alcoólica, mas não possui sabor forte de álcool. Os melhores exemplos são mais disfarçados, não óbvios. A alta carbonatação e a atenuação ajudam a trazer a tona os muitos sabores e aumentam a percepção de um final seco. A maioria das versões Trapistas têm ao menos 30 IBUs e são muito secas. Tradicionalmente refermentadas na garrafa.


Ingredientes: A coloração clara e o relativo baixo corpo para uma cerveja desta potência são o resultado do uso de malte Pilsen e mais de 20% de açúcar branco. Lúpulos nobres ou Styrian Goldings são normalmente utilizados. Linhagens de leveduras belgas são usadas – aquelas que proporcionam ésteres frutados, fenóis condimentados e alcoóis superiores – frequentemente auxiliadas por temperaturas mais altas de fermentação. A adição de especiarias não é tradicional, e se utilizada, não deve ser percebida como tal. Água razoavelmente mole.


Estatísticas: OG: 1,075 – 1,085
IBUs: 20 – 40 FG: 1,008 – 1,014
SRM: 4,5 – 7 ABV: 7,5 – 9,5%


Exemplos Comerciais: Westmalle Tripel, La Rulles Tripel, St. Bernardus Tripel, Chimay Cinq Cents (White), Watou Tripel, Val-Dieu Triple, Affligem Tripel, Grimbergen Tripel, La Trappe Tripel, Witkap Pater Tripel, Corsendonk Abbey Pale Ale, St. Feuillien Tripel, Bink Tripel, Tripel Karmeliet, New Belgium Trippel, Unibroue La Fin du Monde, Dragonmead Final Absolution, Allagash Tripel Reserve, Victory Golden Monkey

 

Maltes Utilizados:

 

Pilsen 13,8 KG 82.1%
Trigo 1,2 KG 7.5%
Arome 0,5 KG 3.0%
Aveia 0,4 KG 2.2%
Açúcar 0,9 KG 5.2%

 

Lúpulos utilizados: 

 

- Saaz 125g

- Styrian Goldins 75g

 

Fermento:

 

-4 Uni -  Fermento Ferments S-33

 

Observação:

Enviamos a receita com todos os maltes na mesma embalagem.

Caso queira os maltes moídos não se esqueça de marcar a opção: "Moer todos os maltes juntos na mesma receita".

O açúcar não vem acompanhando a receita. Deve ser comprado separadamente.

Tags

Tags do Produto

  • No tags connected to product

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Avaliações

  1. Seja o primeiro a avaliar este produto

ESCREVA SEU COMENTÁRIO

Queremos saber sua opinião

Produto: kit Receita Cerveja Tripel 50L

Produtos Relacionados